Comandante da BPA presta informações nesta terça na ALE sobre Operação Hileia

9

O comandante do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) da Polícia Militar do Estado de Rondônia, Major PM Glauber Ilton de Souza, foi convocado pela Assembleia Legislativa de Rondônia a prestar explicações sobre a “Operação Hileia”, que fiscaliza o combate ao desmatamento na região da BR-429.

O requerimento convocando o major é de autoria coletiva do Poder Legislativo. A convocação está programada para acontecer nesta terça-feira (29), às 15 horas, no plenário das deliberações.

Na semana passada, a Assembleia ouviu o secretário da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam). Marcílio Leite Lopes, esteve na Assembleia Legislativa explicando sobre as ações da secretaria no interior do Estado no último final de semana. Segundo apurou o site, agricultores foram multados em mais de R$ 600 mil por desmatamento.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Laerte Gomes (PSDB), recomendou ao relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), deputado Ezequiel Neiva (PTB), que ao analisar a proposta orçamentária do próximo ano zere o valor das diárias para da Polícia Ambiental no orçamento 2021. “Queremos saber para onde vão os policiais e o que vão fazer”, justificou o parlamentar.

A medida, segundo o parlamentar, seria uma forma de controlar as ações da polícia ambiental contra os pequenos produtores. Policiais da Ambiental causaram o terror na semana passada na região da BR-429. Armados, policias da ambiental fizeram abordagens a várias famílias de agricultores, causando constrangimento para as mulheres dos agricultores e intimidando crianças.

Os parlamentares questionaram a forma como estão ocorrendo as operações. Muitos produtores foram multados e, segundo os deputados, não tem como pagar essas multas. Deputados sugeriram a Sedam que convertam as multas em recuperação de área degradas.

O MP, em resposta ao posicionamento da Assembleia Legislativa, parabenizou a iniciativa da Policia Ambiental no combate ao desmatamento. A Instituição ressaltou a importância da atuação da SEDAM e do BPA, em decorrência do atual descontrole de desmatamento e da disseminação de queimadas em todo o Estado de Rondônia, causando danos irreversíveis ao meio ambiente e à saúde da população.

 

Deixe seu comentário
Publicidade